11 julho 2013

Autor de quinta: Christopher Paolini


Christopher Paolini nasceu eu 17 de novembro de 1983 em Los Angeles, Califórnia. É um jovem escritor de literatura fantástica, conhecido pelos livros que compõe o Ciclo da Herança (em outras palavras: a quadrilogia de Eragon); esses quatro volumes já venderam cerca de 25 milhões de exemplares em cerca de 41 países onde as obras foram publicadas.

Christopher passou alguns anos em Achorage, Alasca, mas a maior parte da sua vida foi passada no Paradise Valley, em Montana. Ele mora lá até hoje, com seus pais e sua irmã mais nova, Angela, em uma casa rústica ao lado do rio Yellowstone (cenário que Paolini descreve como sua maior
inspiração).

A história de Eragon saiu dos sonhos de um adolescente de 15 anos que havia acabado de terminar o ensino médio. Paolini tomou a decisão de escrever uma história que continha tudo aquilo que o interessava em outros romances fantásticos e assim ele começou o projeto mais como diversão (ele não tensionava que os livros fossem publicados). Ele demorou um mês para planificar a série e, então, começou a escrever em um bloco de notas, passando logo em seguida a escrever em um computador (exceto as partes que ele julgava serem melhor escritas manualmente).

O primeiro rascunho de Eragon demorou um ano para ficar pronto, mas quando terminou, Paolini viu que estava muito pobre e demorou mais um ano para refazer o rascunho e deixar que seus pais o lessem. Todos os personagens foram retidos da imaginação do autor, exceto Angela, que foi baseada na sua irmã. Os pais dele amaram a história e resolveram publicá-la na companhia editorial da família e, assim, eles passaram mais um ano criando novas edições, desenhando a capa e organizando materiais de marketing; o próprio Christopher desenhou o mapa para Eragon assim como o olho de dragão que aparece na edição normal.

O livro foi lançado e, de 2002 a 2003, Christopher fez cerca de 135 apresentações em livrarias vestido com roupas medievais, além de viajar com a família pelos EUA. Em agosto de 2003 e editora knopf publicou Eragon contando com artista John Jude Palencar para desenhar a capa (foi ele que também desenhou a capa dos livros que vieram em sequência).

Com o fim da série o autor tirou um período de féria antes de começar a escrever a próxima saga (que pode falar do período do início da era dos Cavaleiros de Dragões - bem como do seu fim -, ou falar sobre o que aconteceu em Alagaësia, ou uma continuação do Ciclo da Herança, ou, ainda, uma saga que não tenha nada a ver com o Ciclo da Herança).

Christopher Paolini foi criado por seu pais, sempre escreveu histórias e pequenos poemas e sempre adorou música clássica (a batalha final de Eragon foi escrita enquanto ele ouvia  Carmina Burana, por Carl Orff).  Entre as inspirações literárias de Paolini festão: J.R.R. Tolkien, E.R. Eddison e o poema épico Beowulf; cinco de seus livros favoritos são: os exemplares da trilogia His Dark Materials de Philip Pullman, Duna por Frank Herbert  e Anna Karenina de Leon Tolstói.

Curiosidade: Christopher Paolini recebeu um record do Guinness por ser o autor mais jovem a ter vendido mais livros a nivel mundial (esse record foi batido apenas com as vendas de Eragon, Eldest e Brisingr).

2 comentários:

  1. Nossa eu sou doido em ler essa série mas o preço e as capas feias me desanimam, interessante a história do autor, u.uu guinness !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  2. Lembro-me que fiquei encantada quando soube que ele era tão novo e já um escritor. Vi o filme e quando descobri que era livro fiquei doida querendo, mas só pude comprar o primeiro volume um tempo depois. Claramente, logo nas primeiras páginas podemos perceber a influência de Tolkien na escrita do Christopher. A história é super interessante e reúne de fato, coisas que muitos leitores de fantasia apreciam.

    taliesinperdido.blogspot.com.br

    ResponderExcluir